26 de maio de 2008

Um pouco sobre Stonehenge




Stonehenge é um poderoso magneto que ainda não pode ser decifrado. Os saxões chamavam ao grupo de pedras erectas "Stonehenge" ou "Hanging Stones" (pedras suspensas), enquanto os escritores medievais se lhes referem como "Dança de Gigantes".

A construção de Stonehenge teve início cerca de 3.500 a.C.. Foi construído primeiro uma formação circular em torno da qual se dispunha 56 fossas conhecidas como Aubrey Holes, formando um anel. A primeira pedra erecta, Heel Stone, foi colocada do lado de fora da única entrada da fortificação. O segundo monumento foi iniciado passados 200 anos ou mais tarde ainda. Novos construtores edificaram uma avenida de monólitos que ligava o henge ao rio Avalon a cerca de 3,2 Km de distância.

Embora o templo místico de Stonehenge tenha sido abandonado há cerca de 3000 anos, boa parte dele sobreviveu e a sua magia nunca desapareceu. Atribui-se ao mago Merlim o levantamento das pedras, enquanto que a população local acreditou por muitos anos que as pedras tinham poder curativo que, quando transferidos para a água, conseguiam curar todo o tipo de doenças.

Durante séculos, Stonehenge foi cenário de reuniões de camponeses e nos últimos 90 anos os "druidas" modernos celebraram aqui o solstício de Verão. Durante aproximadamente 20 anos, milhares de pessoas se reuniam no local todos os meses de junho para assistirem ao festival que aí tem lugar. Mas em 1985 as autoridades proibiram tanto a vinda dos druidas como o festival em si, receosas de que as pedras, assim como a paisagem circundante, possam ser danificadas.

(Desconheço a autoria)