16 de agosto de 2009

O poder do três vezes três

Você já deve ter ouvido falar sobre o poder de três vezes três no filme "Jovens Bruxas" quando a Sarah (Robin Tunney) faz um feitiço de Glamour não é?

Usamos este poder para assegurar a eficiência dos feitiços rituais. Quando invocamos a força de três vezes três, o ritual é formalmente encerrado, de modo que os seus resultados não passem a prejudicar a vida de ninguém, inclusive a nossa. Quando a magia é prejudicial, ela não se realiza ou se realiza de um modo que a bruxa tenha de pagar pelos danos que causou.

O resultado obtido pelo poder de três vezes três é garantido e incontestável. Você pode invocá-lo da maneira que achar melhor, desde que sejam palavras que movam a sua própria fé. Quando esse poder é utilizado para o mal, esse mal voltará para o usuário em seu valor triplicado.

Seja sábio ao praticar magia, porque muitas vezes uma receita mágica bem-intencionada poderá ser utilizada erroneamente, causando mal devido ao poder incontrolável da nossa mente. É como se fosse uma faca de cozinha, se tomarmos cuidado ela poderá ser útil para cortar alimentos. Mas se não tomarmos cuidado, poderemos nos machucar com ela.

O seguinte ritual é um exemplo que contém as principais estruturas de invocação do poder de três vezes três. Quando acabamos qualquer feitiço ou ritual, a concentração de pensamentos voltados para o nosso objetivo ainda permanecerá à tona. Envolva essa concentração com um laço de energia branco, dando três nós firmes. Enquanto estiver dando os nós, repita com muita fé e concentração este encantamento:

"Pelo poder de três vezes três,
Toda vontade vira ação.
Sempre pelo bem de todos,
Essas energias se formarão."

(Desconheço a autoria)