25 de julho de 2014

Handfasting - Parte 01




Handfasting - O Casamento Wiccan
(Por Viviane Lopes)

Saudações!
Sempre que surge algum assunto sobre casamento, as pessoas perguntam se existe casamento wiccan e como é feito. As dúvidas são muitas, então decidi fazer esta postagem sobre o assunto para esclarecer.
Como ficou muito grande, dividi em 3 partes, assim fica melhor, pois a cada tópico vou explicar uma coisa diferente e também terá o tópico respondendo perguntas que os leitores do blog fizeram.
(Clique para ver: PARTE 2, PARTE3)


O que é Handfasting?

Handfasting é um antigo rito que era praticado em vários países europeus, incluindo Alemanha e Escócia.
Mas ele não era um ritual exclusivamente pagão, surgiu por certa necessidade, porque alguns casais queriam ser casados​​, mas não tinham um clérigo por perto, então desenvolveram o costume de handfasting.
Não era necessário que tivesse testemunhas, inclusive muitos casais faziam seu rito de compromisso sozinhos, muitas vezes na mata, escondidos, pois em alguns casos os pais não concentiam, então, fazendo este rito eles passariam a ser considerados casados, mesmo que continuassem sem ter relações sexuais. A fita amarrada no pulso ou no cabelo indicava o compromisso realizado e era reconhecido por lei.

Obs.: nos tempos bem mais antigos, não existiam cerimônias formais, as pessoas se uniam fazendo festas comemorativas, a mulher saía da casa dos pais e passava a morar na casa do homem e a partir daí eram considerados casados.

Em 1753 surgiu a Lei do Casamento, depois de um advogado e Lorde Chanceler, Sr. Harwicke, decretar que qualquer casamento não realizado por um membro do clero seria considerado ilegal.
A intenção era regulamentar o casamento em favor da igreja, como direito canônico, não civil. Ou seja, quem se casasse diante de um padre era considerado casado por lei, mas quem fizesse o handfasting não era reconhecido e podia sofrer punições. Mesmo assim muitos casais na Escócia continuaram com seus ritos.

Uma coisa interessante que eu observei é que houve um período em que, quando o casal se casava, a consumação do casamento se dava somente pela relação sexual, o que quer dizer que se o casal se casasse, mas não tivesse relações sexuais na primeira noite, teria seu casamento anulado. No começo, este ato era presenciado por um clérico ou alguém que fosse importante diante do clero. Com o tempo, esta presença não era considerada mais necessária, mas ficou a ideia da noite de núpcias, onde o casal consuma seu casamento através do sexo.



Mas o que significa a palavra Handfasting?

Handfasting é um termo histórico utilizado para se referir a noivado ou casamento.
Na história Moderna da Escócia (séculos 16 e 17), especialmente nas Hébridas, o termo também pode se referir a um casamento temporário.
É usado como um substituto para a palavra "casamento" no vocabulário do neopaganismo, especialmente na Wicca.

O verbo handfast no sentido de "prometer formalmente, fazer um contrato" é originário  do Inglês Antigo, e se referia a um contrato de casamento. Este contrato era um termo usado para se referir a uma cerimônia de noivado ou compromisso e que com o tempo veio para o Inglês Moderno. O termo foi provavelmente “emprestado” para o Inglês do Nórdico Antigo handfesta "firmar um contrato unindo as mãos". Há também referências no Antigo Germânico hondfestinge e também no Antigo Alemão hantvestinge. O termo é derivado do verbo handfast, usado no Oriente, com o significado de “confecção de um contrato”.


Quando este termo começou a ser usado na Wicca?

Bom, como não encontrei nenhum registro, não posso afirmar, mas de acordo com as pesquisas que fiz, o termo handfasting começou a ser usado na Wicca para cerimônias de casamento por volta dos anos 1960, aparentemente usado pela primeira vez por Hans Holzer, um pesquisador e escritor de livros sobre Paranormalidade e Bruxaria.


As cerimônias de casamento Neopagãs

No neopaganismo e, particularmente na Wicca, o handfasting é um termo usado para uma cerimônia de casamento. Os votos de casamento podem ser de:
"Um ano e um dia",
"Por toda a vida",
"Por toda a eternidade" ou
"Durante o tempo que o amor durar".

Em muitos rituais neopagãos, alguns grupos podem usar formas medievais de cerimônia, sendo o mais tradicional possível, enquanto outros podem utilizar apenas a ideia básica do casamento e em grande parte criar uma nova cerimônia. Em algumas Tradições, o casal pode saltar por cima de uma vassoura no final da cerimônia. Alguns podem também saltar sobre uma pequena fogueira juntos.
Em muitas Tradições, os handfastings são feitos de forma a durar 1 ano e 1 dia e depois deste período é reafirmado o compromisso “para sempre”.


A popularização do handfasting na atualidade

No filme The Doors (1991), ao mostrar a cena de casamento de Jim Morrison e Patricia Kennealy (originalmente feito em 1970 e representado no filme por Val Kilmer e Kathleen Quinlan) o handfasting foi popularizado, principalmente entre os fãs de The Doors. A partir daí, a expressão handfasting passou a ser usada por diversas pessoas nos EUA e também diversos ritos foram celebrados.

Cena do filme The Doors.



No filme Coração Valente (1995), Mel Gibson, no papel de William Wallace, fez o rito de compromisso com sua namorada Murron, realizando o handfasting, o que fez com que se romantizasse mais ainda, porque no filme o casal não teve relações sexuais, mas mesmo assim eram casados, ou seja, criaram laços um com o outro em segredo, sendo identificada somente pela “Fita de Handfasting”.

Cena do filme Coração Valente.



Nos anos 2000 o termo handfasting (unir as mãos) passou a ser interpretado literalmente, como o ato simbólico de amarrar as mãos de um casal com uma fita. Tal costume é encontrado em várias Tradições. Provavelmente ficou mais conhecida na língua Inglesa ao se referir a cerimônias de casamento Neopagãs durante o início da década de 2000; tal cerimônia é descrita e atribuído a "tempos pré-cristãos" por Maria Neasham no seu livro Handfasting: Um Guia Prático. Prova de que o termo handfasting tinha sido re-interpretada como forma de descrever essa cerimônia.
A partir daí, diversos casamentos passaram a imitar o rito de handfasting e as cerimônias handfasting se tornaram alvo de organizadores de casamento comerciais e em sua maioria perdeu a associação neopagã (além de eventuais ações que atribui a cerimônia para os "antigos celtas").




A "Fita de Handfasting"

A Fita (ou cordão) de Handfasting é o que representa a união do casal. Podem ser usadas fitas coloridas ou tranças feitas de fitas.
O casal cruza as mãos, mão direita para mão direita, mão esquerda para mão esquerda, fazendo uma figura oito, o símbolo do infinito.
No handfasting, durante a repetição dos votos, a corda é enrolada em torno das mãos do casal por três vezes.
Outro jeito mais complexo consiste em enrolar a corda no sentido das mãos cruzadas, no símbolo do infinito, terminando com um nó sobre as mãos cruzadas.

Apesar de o casal poder escolher qualquer cor, tradicionalmente usa-se:
O branco (pureza), o azul (fidelidade), e vermelho (paixão).
As fitas (ou cordões / tranças) com variações de cores medem geralmente dois metros de comprimento.
Na Polônia, um handfasting é chamado de “zrekowiny” e o costume é usar somente branco nas fitas.
Em muitos casamentos, as fitas são passadas entre os convidados para que cada um dê uma bênção ao casal, antes de entrelaçar nas mãos do mesmo.




Como é celebrado um handfasting neopagão?

Esta é uma dúvida bastante comum, mas o handfasting é muito parecido com um casamento típico. O casal, amigos e familiares estão presentes, assim como a pessoa que irá celebrar a cerimônia.
Os votos são finalizados com a troca de alianças e o casal pode ter padrinhos, filmar, tirar fotos, etc., além de festejar, é claro.

Mas, em alguns aspectos, um handfasting tem suas diferenças em relação à cerimônia de casamento típico. A maioria dos casais prefere um ritual personalizado, que se adapte às suas necessidades.
Além disto, a cerimônia de handfasting permite casais heterossexuais e casais do mesmo sexo.











**********
Obs.: Estas informações foram retiradas de livros e internet. Procurei filtrar ao máximo as informações para que seja passado algo dentro da realidade, porque a maioria dos sites trata de forma comercial ou como se fosse um conto de fadas.


Na parte 2 darei um exemplo de cerimônia de handfasting.

Na página do Facebook Wicca Ipatinga tem um álbum com diversas fotos de casamento, para ver, CLIQUE AQUI.